Topografia: o que é e por quê é necessário?

A topografia é importante para evitar possíveis problemas. Saiba mais!

Compartilhe este artigo

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no whatsapp

Sumário

Um levantamento topográfico é fundamental para qualquer projeto e obra a ser realizado. Mas o que o torna tão importante para a construção civil? Inicialmente é necessário definirmos o termo da palavra topografia. A etimologia da palavra vem de “topos”, que em português significa “lugar”, e “graphens”, que significa “descrição”. Ou seja, topografia nada mais é do que apresentar a descrição de um terreno.

Mas como funciona um levantamento topográfico? Inicialmente a topografia nos dará informações através de superfícies planas, chamadas de 2D, e tridimensionais, chamadas de 3D. A essas linhas damos o nome de curva de nível, que nada mais é do que uma representação do contorno de uma superfície em uma certa altura. Imagine só que você esteja observado a Serra da Cantareira, ou o morro do Pão de Açúcar, e que eles estejam em um terreno perfeitamente horizontal. A uma determinada altura é realizado um tipo de corte, intercalando espaços entre um e outro. Estes cortes possuirão contornos que podem ser projetados no chão. Estes contornos representados em uma folha de papel, ou em um sistema computacional, é o trabalho desenvolvido por um topógrafo.

Você pode gostar de: Por quê investir em lotes?

Com base nesses contornos inicia-se a obtenção de uma série de informações primordiais para se desenvolver um projeto. Sendo assim, sabemos que um estudo topográfico apresentará as características de uma região, coletando todos os dados necessários para uma construção, como por exemplo: demarcar os limites de um terreno; confrontantes; relevo; nivelar os furos de uma sondagem; demarcar a locação de estacas e pilares e nivelar o terreno, onde impactará diretamente no nivelamento de pisos e laje.

Com base nas informações obtidas em um serviço de topografia, o responsável pela execução do projeto receberá um documento chamado “levantamento topográfico”. Esse levantamento, além de ser importante para se executar uma obra, também é indispensável para subsidiar licenciamentos e registros junto a órgãos públicos. A topografia é também responsável para estudos de pós obras, como por exemplo possíveis deslocamentos do solo. 

Os dois tipos de levantamento topográfico

Levantamento topográfico planimétrico: Trata-se de um levantamento obtido em campo, através da leitura de ângulos e distâncias. Seu objetivo é determinar pontos e aparências do terreno que serão projetados sobre um plano horizontal de referência, através de uma representação bidimensional (considera-se as coordenadas x e y em um plano cartesiano);

Levantamento topográfico planialtimétrico: Trata-se de um levantamento obtido a partir da tomada de ângulos e distâncias cujo objetivo é determinar as medidas físicas do terreno em questão, estando relacionados a um plano de referência vertical ou de nível através de uma representação tridimensional (coordenadas X, Y e Z em um plano cartesiano). Seu resultado é uma planta topográfica com todas as dimensões do terreno. 

Sabemos então que a topografia é fundamental para iniciarmos qualquer projeto, seja na engenharia, arquitetura ou agrimensura. Após a execução de um levantamento topográfico bem realizado, com precisão e exatidão, teremos uma visão geral das dimensões e características do terreno para identificar possíveis problemas; verificando as condições iniciais de uma obra e obtendo as informações necessárias para que os projetos arquitetônicos e estruturais estejam adequados para aquele empreendimento.

Aqui na 1M2, nós descomplicamos a sua experiência. Através da nossa plataforma você descobre mais sobre os empreendimentos, agenda uma visita e, ainda, pode simular o financiamento. Fique a um passo de ser dono do m² ideal, clique aqui e saiba mais.

Por Hebert Houri – Engenheiro Civil

Receba nossos conteúdos no seu e-mail. Fique por dentro das novidades da 1M2