Tecnologia na Arquitetura

Tecnologia na Arquitetura – o que mudou com o passar dos anos

Confira as principais aplicações da tecnologia na Arquitetura.

Compartilhe este artigo

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no whatsapp

Sumário

Assim como todas as áreas de conhecimento, a Arquitetura passou por uma grande revolução tecnológica nas últimas décadas. As constantes evoluções melhoraram não só a vida do arquiteto, pois deixaram o processo de criação dos projetos mais rápidos e eficientes, como também a dos clientes, que começaram a visualizar a casa dos sonhos desde a concepção dos primeiros desenhos. Para ilustrar melhor, neste post, vamos listar quais são as principais aplicações da tecnologia na Arquitetura.

Giro de Notícias
A tecnologia na Arquitetura revolucionou o trabalho do arquiteto

Programas de computador

Os estudantes de Arquitetura e Urbanismo até meados da década de 90 ainda eram obrigados a andar com grandes canudos porta-projetos quando iam ou voltavam das aulas. A rotina dos profissionais não era diferente e estes compartimentos os acompanhavam a cada visita de obra. Os projetos maiores eram também reproduzidos em maquetes trabalhosas.

Com o passar dos anos, porém, alguns programas de computador passaram a subistituir os desenhos físicos. O principal deles foi o AutoCAD, criado na década de 1980, mas que só a partir de 1992 passou a ser acessível para usuários de computadores domésticos nos EUA. No Brasil. sua popularização aconteceu algum tempo depois e o uso já era bem difundido antes dos anos 2000.

Tecnologia na Arquitetura
Tecnologia na arquitetura: Softwares surgiram para deixar os projetos mais exatos

O AutoCAD revolucionou a Arquitetura como conhecemos. A partir dele, era possível criar projetos com elevado nível de exatidão e ter as primeiros noções tridimensionais dos desenhos. Com o passar dos anos, o programa foi ficando cada vez mais sofisticado e – hoje – traz perspectivas de ambientes muito reais, que muitas vezes se assemelham a fotos.

Há também outros softwares especializados em questões específicas de projeto, como a iluminação.

Ferramentas de uso

Um arquiteto não consegue fazer nada sem uma boa medição do ambiente em que vai construir. Mas o processo de medir, muitas vezes, era demorado e demasiado trabalhoso quando o profissional contava apenas com uma trena física.

Este trabalho ficou bastante rápido com a criação da trena digital. Além de conseguir fazer medições simultâneas, estes aparelhos são muito mais exatos na hora de apresentar o resultado.

Ferramentas
Tecnologia na arquitetura: diversas ferramentas físicas foram substituídas por aparelhos como a trena digital

Os smartphones mais modernos também são capazes de fazer medições por meio de aplicativos especiais. Mas é preciso tomar cuidado. Por melhores que sejam, os resultados mostrados por essas câmeras podem conter erros que não seriam cometidos pelos aparelhos profisssionais.

Impressão em 3D

Como mencionado antes, o processo de criação de maquetes no mundo analógico era demorado e trabalhoso. Muitos profissionais eram especializados apenas na criação dessas minaturas.

É certo que hoje ainda existe esta demanda de serviço – e ela ainda é grande – , mas quando falamos em projetos mais simples, o uso da impresso 3D facilitou bastante. A partir da criação pelo computador, estes equipamentos são capazes de reproduzir os fragmentos dos ambiente desenhado.

Tecnologia na arquitetura: o 3D ganhou ainda mais relevância

Realidades aumentada e virtual

A grande demanda de um cliente que está construindo sua casa é ter a experiência sensorial de estar nesta residência antes mesmo de ela estar pronta. Se antes, isso ficava apenas no campo da imaginação, agora é possível a utilização das realidades aumentada e virtual.

A realidade aumentada é aquela com base no mundo real, ao qual são mesclados componentes virtuais para compor a visão através da câmera. É a tecnologia usada em alguns jogos de celular, como o Pokemon Go que fez sucesso há alguns anos, e nos óculos inteligentes. É comum ver este tipo de tecnologia em ambientes decorados.

Tecnologia na arquitetura: diferentes dispositivos são usados durante o trabalho

Já a realidade virtual tem como objetivo transferir o observador para um outro ambiente, no qual sua visão será composta totalmente por aspectos que ainda não existem no mundo real. Este tipo de tecnologia vem caindo em desuso porque o uso de óculos especiais causa desconforto e mal-estar em muitas pessoas, mas ainda é utilizada na apresentação de empreendimentos horizontais e verticais, quando o comprador precisa ter uma ideia de como ficará aquele projeto quando pronto.

Tendências

Se antes os profissionais de Arquitetura e Decoração precisavam viajar o mundo, visitar feiras e congressos atrás das novidades, hoje este processo pode ser feito de forma online.

Em poucos minutos, eles conseguem acessar fabricantes, solicitar amostras e fazer compras de produtos essenciais para o seu trabalho. Isso faz com que as novidades que surgem em diferentes cantos do planeta, como América do Norte, Euripa e Ásia, estejam disponíveis quase que de forma simultânea no Brasil.

Arquitetura
Tecnologia na arquitetura: profissional têm acesso às novas tendências em tempo real

Isto não exclui, porém, o fato de que o arquiteto precisa estar sempre estudando as novidades e buscando se aperfeiçoar na sua profissão.

Sustentabilidade

Se tem uma coisa que vem acompanhando a evolução da tecnologia na Arquitetura de perto é a preocupação com a sustentabilidade. Hoje em dia, um projeto já deve nascer com consciência ambiental e todas as soluções propostas por ele devem ser ambientalmente corretas.

Desta forma, podemos dizer que revolução tecnológica na Arquitetura é também uma revolução sustentável, visando proteger o planeta ao mesmo tempo que pretender oferecer o maior conforto possível ao proprietário do imóvel que está sendo construído.

Resumindo os ganhos da tecnologia na Arquitetura

A Arquitetura evoluiu muito tecnologicamente nas últimas décadas, facilitando a vida dos profissionais e dos clientes. Entre as principais evoluções, estão:

  • Softwares para criação de projetos, que permite que eles sejam desenhados de forma rápida de com mais exatidão.
  • Ferramentas tecnológicas de uso como a trena digital, que deixa o processo de medir muito mais prático e eficiente.
  • Impressão em 3D, que aperfeiçoou o processo de construção de maqueres.
  • Realidades aumentada e virtuais, que dão ao cliente a experiência sensorial da casa pronta.
  • Plataformas comerciais e de conhecimento, que permitem aos profissionais ter acesso às tendências mundiais em tempo real
  • Soluções sustentáveis, que guiam todo o processo de evolução tecnológica.

Receba nossos conteúdos no seu e-mail. Fique por dentro das novidades da 1M2