Loteamento Urbano

Loteamento Urbano: conheça as fases do projeto

Para que uma grande área de terra seja dividida em lotes, é necessário cumprir com diversas fases de construção. Confira neste artigo quais são as fases de construção de um loteamento e a importância de cada uma delas.

Compartilhe este artigo

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no whatsapp

Sumário

Imagine uma grande área vazia, só com vegetação, nos arredores de uma cidade. Muitas vezes, espaços assim são subaproveitados, ficam abandonados e tampouco são preservados como deveriam. Contudo, esta mesma área pode vir a ser, dentro de poucos anos, um grande loteamento urbano residencial, planejado urbanisticamente e oferecendo uma qualidade de vida diferencial aos seus moradores. Como isso acontece? Neste post, vamos mostrar quais são as fases do projeto de um loteamento urbano.

aerial view of house village
Loteamento urbano: fases do projeto

A demanda

Desenvolver um novo loteamento não é algo que dependa da vontade unicamente do construtor. É preciso que haja uma demanda por moradia naquela região. E, se essa demanda não existir, que pelo menos seja possível criá-la. Assim sendo, tais lugares possuem características comuns: são localizadas nos arredores de grandes e médias cidades, com fácil acesso aos centros urbanos, e possuem, no mínimo, uns 200 mil metros quadrados.

top view photo of houses
Loteamento urbano: para que haja um loteamento, deve haver demanda por moradia na região

Quem define se a área se enquadra ou não nestes pré-requisitos é a equipe de novos negócios de uma urbanizadora, também conhecida como time de prospecção. Ela analisa diversos componente a fim de identificar se um empreendimento construído ali chamaria a atenção de possíveis futuros clientes. Se tudo estiver de acordo com os requisitos de mercado, é feita uma parceria com o dono da terra para o desenvolvimento de um novo residencial.

O projeto e as permissões ambientais

Quando o terreno passa pelo crivo das equipes de novos negócios, já são encomendados os primeiros desenhos sobre como ficaria o produto final. Esses projetos são feitos por times de arquitetos e urbanistas e engenheiros, cada qual com a sua especialidade. Nesta fase, eles já definem conceitos urbanísticos, paisagísticos e de infraestrutura.

Tudo leva em conta as características ambientais da área. Normalmente, profissionais especializados neste tema prestam consultoria para a urbanizadora e elaboram uma lista de restrições. Com este documento, a construtora busca as devidas autorizações do poder público para construir.

Fases de um loteamento
Loteamento urabno: loteamentos devem seguir uma série de normas ambientais para serem aprovados

Em paralelo, é feito o levantamento topográfico do terreno que também será uma das bases para determinar a posição das vias de acesso, portarias, ruas, praças e áreas de preservação ambiental e de lazer, como o clube. Assim, também é possível apontar com maior precisão a localização futura das estações de tratamento de água e esgoto.

O Registro

Todo o trabalho de prospecção e projetos é acompanhado por uma equipe de negócios da empresa, que coordena todos os profissionais envolvidos no desenvolvimento do novo empreendimento.

Com o esboço em mãos, esta equipe leva o projeto até os órgãos públicos competentes e obtém o Registro de Imóvel, assim como as demais licenças de construção.

O lançamento

Com o registro em mãos, chega a vez das equipes comerciais, de vendas e de marketing entrarem em ação. Elas fazem a divulgação do novo empreendimento, de seus atributos e das condições comerciais para aquisição de um lote.

Jataí - Imperial
Loteamento urbano: com o registro do imóvel, é possível já iniciar as ações de marketing e vendas

Durante este período, ocorrem diversas ações de relacionamento com possíveis clientes. Este é um trabalho que continua mesmo depois que a vendas são liberadas, quando os encarregados das áreas de relacionamento informam os compradores sobre cronogramas de obras e implantação gradual do novo residencial.

A construção

O período de construção do empreendimento em si, que começa dentro de seis meses depois do lançamento de cada residencial, leva de 2 a 3 anos e emprega centenas de profissionais até a entrega final, quando é estabelecida uma associação de moradores, que cuidará do loteamento a partir dali com suas próprias regras.  

Construção
Loteamento urbano: a construção começa seis meses após o lançamento e demora de dois a três anos.

Depois da entrega, os clientes já podem iniciar a construção de suas respectivas residências. Com o grande número de casas sendo construídas ao mesmo tempo, o aspecto de canteiro de obras ainda permanece por algum tempo, embora já seja possível perceber que houve uma enorme mudança na região. Ao mesmo tempo, os clientes já podem desfrutar das áreas de lazer.

Dentro do período de 10 anos, já é possível verificar a transformação na região, agora planejadamente urbanizada e habitada.

Resumindo

O desenvolvimento de um loteamento é um processo longo e complexo, planejado de forma a dar o maior conforto e sensação de bem-estar aos futuros moradores quando tudo estiver completo. São diversas etapas de projeto e construção, que transformam uma área fazia num centro urbanizado, com toda a infraestrutura necessária.

Pode-se resumir essas fases de desenvolvimento em:

Prospecção e análise: quando uma equipe especializada visita o terreno e identifica se este é adequado para um empreendimento imobiliário, principalmente em relação à demanda por moradia.

Projeto: primeiro desenho de como o futuro empreendimento será, adaptado às caraterísticas ambientais da área. Uma vez que este projeto é feito, ele sofre pouquíssimas mudanças com o tempo.Nesta fase de projeto, também são feitos diversos estudos ambientais para aprovação junto aos órgãos governamentais especializados.

clube de lazer
Loteamento urbano: mesmo durante a construção, proprietários já podem utilizar as áreas de lazer
  • Registro: Com a documentação e estudos prontos, é obtido o Registo de Imóvel, que permite o início das ações de divulgação e vendas de um empreendimento.
  • Lançamento: abertura oficial de vendas dos lotes, quando ocorrem também as ações de marketing e relacionamento com clientes e possíveis compradores.
  • Construção: Fase de obras do empreendimento, que começa seis meses após o lançamento e leva uma média de três anos até a conclusão.
  • Entrega: quando é instituída a associação de moradores e o residencial passa a se auto gerir.

Receba nossos conteúdos no seu e-mail. Fique por dentro das novidades da 1M2