Investir em terrenos vale a pena?

O mercado imobiliário é sempre uma boa opção para quem não sabe onde investir e quer algo com baixa volatilidade. E os terrenos não são diferentes. Veja neste artigo as vantagens e os cuidados na hora de investir em terrenos.

Compartilhe este artigo

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no whatsapp

Sumário

Historicamente, o brasileiro sempre gostou de investir em terrenos. Isso é resultado de séculos de instabilidade econômica e pouca confiança em liquidez, que fez com que as pessoas procurassem bens de raiz como os imóveis. E os terrenos se tornaram opção preferida pelo baixo custo em relação a um imóvel construído e pelo grande potencial de valorização, além de permitir que o proprietário desse à área a destinação que quisesse.

Hoje, mesmo com a grande de variedade de investimentos disponíveis no mercado, dos mais até os menos líquidos, os terrenos continuam sendo uma grande oportunidade, sobretudo para quem tem recursos e tempo para construir neles.

Investir em terrenos traz grande possibilidade de ganho após a construção da casa

Mas uma opção talvez ainda mais interessante seja o investimento em lotes, já que muitas vezes eles já são acompanhados de toda uma estrutura em volta para facilitar a construção.

Lote X Terreno

Você pode acreditar que seja a mesma coisa. Aliás, não é raro nos referirmos a um lote como terreno. O contrário já nem sempre ocorre. Mas é importante lembrar de que se tratam de conceitos diferentes.

Um terreno é uma porção de terra, seja na área urbana ou na área rural, destinada à construção de um imóvel. Os terrenos maiores podem ser divididos em várias frações e negociados com diferentes proprietários. Neste caso, os lotes.

Loteamento
Lotes são frações de um terreno maior

Para entender melhor, imagina a seguinte situação. Uma pessoa é dona de um terreno na saída de uma cidade qualquer. É uma área grande, com centenas de milhares de metros quadrados. Para dar liquidez a este terreno, essa pessoa faz uma parceria com uma incoporadora – ou loteadora – que pega o terrenos e o divide em várias áreas menores, de uns 400 m2. Estas área menores são os lotes.

Para fazer com que as pessoas comprem os lotes, a loteadora constrói dentro do terreno as ruas, calçadas, praças, coloca iluminação, redes de água e esgoto. Em muitos casos, também constroi uma estrutura para lazer.

Benefícios

A principal vantagem de investir em terrenos e, principalmente, em lotes está no ganho de valor que a propriedade tem conforme o tempo passa.

Em um dos nossos últimos posts, listamos quais os fatores fazem o metro quadrado de uma região ficar mais caro. Entre eles, estava a urbanização e desenvolvimento do entorno.

Quando falamos de terrenos, é uma realidade que ocorreu em quase todos os bairros de qualquer cidade. Como exemplo, você pode ver a zona oeste da cidade do Rio de Janeiro, que reúne alguns bairros nobres como a Barra da Tijuca e o Recreio dos Bandeirantes. Até algumas décadas atrás, aquela região era quase toda desabitada e seus terrenos eram muito baratos.

Investir em terrenos
Preço do terreno é bem inferior ao de um imóvel pronto

Com mudanças na legislação municipal para construção na região, houve uma grande corrida e, em poucos anos, os imóveis de lá passaram a figurar entre os mais valorizados da cidade.

No caso dos lotes, isso ocorre em praticamente todos os empreendimentos. No momento de um lançamento de residencial, as frações possuem determinado preço. Com o passar do tempo, o povoamento do local e o ganho de infraestrutura, os primeiros a comprar na região já conseguem ver uma grande evolução nos preços.

Economia

O valor de um lote ou de um terreno é bastante inferior a de um imóvel pronto. Em empreendimentos como o Riviera de Santa Cristina XIII, em Paranapanema, um dos residenciais mais belos do estado, é possível encontrar áreas a partir de R$ 70 mil. No mesmo condomínio, algumas casas prontas superam a barreira do milhão.

Mais do que isso, para comprar um lote por lá, é possível ter juros zero para parcelamento em até 180 vezes. Em outro empreendimento de alto padrão da Momentum, o Ninho Verde, é possível ganhar 50% do lote quitado caso você construa a casa em até dois anos depois da aquisição.

lote e terrenos
O valor da casa pronta pode ser mais de dez vezes maior do que de um terreno

Desta forma, podemos dizer que se você compra um lote, pode construir sua casa do jeito que quiser. E mesmo que use tudo do bom e do melhor na obra, não vai gastar nem perto do que gastaria ao comprar uma casa já pronta.

Opções de uso

Quando você compra um lote, normalmente você já tem em mente para o que vai utilizá-lo. Pode ser para moradia principal, segunda residência (férias e fim de semana), investimento ou lazer.

Em todos estes casos, o mais importante é que você tem o poder de escolha de como vai usufruir de sua conquista. Sendo assim, já direciona o projeto de sua casa para a forma que mais lhe agrada.

Mas quando se fala de um imóvel pronto, você precisa ter muita sorte de encontrar um especificamente igual ao que procura.

Cuidados

Os principais cuidados de se investir em terrenos e lotes estão nas etapas de construção. É preciso pesquisar bem os materiais e os profissionais contratados, de modo que você não tenha surpresas desagradáveis no caminho. Também é preciso observar as regras construtivas e de uso do imóvel na sua cidade e no seu condomínio.

Mais importante ainda é analisar o histórico e a localização de sua propriedade e, assim, verificar se ela tem de fato potencial para se valorizar com o passar do tempo, estando atento também a possíveis mudanças de zoneamento e regras de construção na região.

Lembre-se também de ser bastante atencioso na hora de escolher o seu lote ou terreno, de forma que a construção não saia muito mais cara do que parece num primeiro momento.

Assim, a área como um todo se valoriza.

Resumindo como investir em terrenos

Investir em terrenos é uma grande oportunidade de negócio, pois reserva:

1- Grande potencial de valorização com o povoamento e ganho de estrutura da região no entorno.

2- A escolha de para que o imóvel será utilizado (lazer, moradia principal, segunda residência, investimento…)

3- Economia na hora de adquirir um imóvel, já que o terreno é bem mais barato que a casa pronta.

No entanto, é preciso escolher bem tanto o terreno quanto o lote. Ver se está tudo de acordo com a propriedade, a legislação local sobre zoneamento e construção e se o local está apto a receber uma nova casa.

Receba nossos conteúdos no seu e-mail. Fique por dentro das novidades da 1M2