Trocando o apartamento por um condomínio de casas

Saiba os benefícios que não te contaram sobre fazer esta troca.

Compartilhe este artigo

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no whatsapp

Sumário

Muitas pessoas sonham com uma casa em condomínio fechado e uma vida mais tranquila em um espaço que seja confortável para toda a família. Ainda assim, acabam escolhendo o apartamento por acreditar ser uma opção mais acessível. Quando chega o momento da compra ou troca de imóvel, muitas dúvidas surgem e é preciso ter cautela e levar em consideração tanto as características físicas do local quanto do estilo de vida de seus futuros moradores. Será que vale a pena trocar o apartamento por um condomínio de casas?

A casa em condomínio e o apartamento são os tipos de moradias mais procurados pelos consumidores, geralmente ambos atendem à demanda básica por privacidade e segurança, principais requisitos buscados em um imóvel. Porém, morar em um apartamento pode não ser tão confortável, visto que as unidades estão cada vez menores, comprometendo a privacidade, já que o morador dividirá paredes, chão e teto com vizinhos.

Além disso, residir em um condomínio fechado proporciona mais segurança aos moradores quando comparado à uma casa localizada em rua aberta. Essa diferença se deve ao aparato de segurança fornecido pelo condomínio: portaria 24 horas, monitoramento por meio de biometria e câmeras, seguranças, rondas noturnas e diurnas, controle e registro de visitantes, portaria com dois ou mais acessos, entre outros itens.

Você pode gostar de: Benefícios do loteamento aberto e fechado

Neste post, vamos esclarecer quais são os principais benefícios de se morar em uma casa em condomínio, para quando bater a dúvida você já tenha todas as respostas em mente.

Espaço

O estilo padronizado de casas e apartamentos trazem algumas peculiaridades e, geralmente, as casas de condomínio fechado têm uma estrutura maior que a dos apartamentos, que priorizam o aproveitamento de espaço e a construção em massa, o que diminui cada vez mais a metragem da área construída. Com isso, as áreas de convívio como salas e cozinhas são menores limitando a possibilidade de atividades e decoração, por exemplo.

O terreno amplo proporciona aos arquitetos a possibilidade de colocar em prática alguns planos que não poderiam ser desenvolvidos em apartamentos. Mediante a autorização dos moradores, é possível realizar algumas mudanças na planta da casa, com o intuito de atender às preferências do proprietário. Em um apartamento é mais difícil fazer isso, já que o imóvel deve seguir a padronagem predial.

Em uma casa é mais fácil criar plantas, ter animais de estimação e mais conforto para realizar as tarefas diárias. Uma opção mais confortável para quem tem filhos pequenos e deseja espaço para a criança brincar livremente.

Privacidade

O modelo de construção utilizado em condomínios horizontais por si só já proporciona uma certa privacidade aos moradores, o que torna o local mais seletivo. Como a sua entrada é monitorada, o fluxo de pessoas e carros que circularão no seu interior acontecerá somente por meio da permissão dos moradores.

A proximidade com os vizinhos é compulsória em qualquer condomínio, mas em um prédio o contato é maior. Em uma casa em condomínio, o contato é reduzido, se as casas possuírem garagens, o contato é quase inexistente. O morador tem menos incômodo, principalmente com relação a barulhos. Não só pelas regras do condomínio, mas também por não ter ninguém vivendo acima, abaixo ou ao lado.

Clique aqui e descubra mais sobre opções de loteamentos fechados em vários estados brasileiros.

Receba nossos conteúdos no seu e-mail. Fique por dentro das novidades da 1M2