Renda extra

Renda extra: saiba como vender objetos usados

Depois de ter enxugado as suas despesas, é claro que você pode economizar mais se conseguir ganhar mais. Confira neste artigo algumas dicas de como ter uma renda extra.

Compartilhe este artigo

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no whatsapp

Sumário

No último post, vimos que na hora de vender um imóvel é importante procurar por portais especializados neste tipo de anúncio, a fim de evitar dores de cabeça com curiosos e tentativas de fraude. Agora, vamos mudar um pouco o foco e falar de uma ação que muitas vezes precede a mudança de casa. Neste post, vamos te mostrar como é possível ter renda extra vendendo objetos usados.
.

Renda extra
Renda extra: é possível ter renda extra vendendo objetos usados, desde que seguindo algumas dicas

.
Vender objetos usados, aliás, ficou bem mais fácil conforme o tempo passou e mais plataformas surgiram para este fim. Antes, era muito difícil se livrar de um item que não utilizávamos mais. Era preciso espalhar a notícia de maneira concvencional, falando com amigos, anunciando um dia de vendas em casa ou apelando para casas de leilões, que eram todos feitos presencialmente.

Hoje, felizmente, o trabalho para conseguir a venda é bem menor e tudo pode ser feito de forma virtual.
.

Plataformas

No Brasil, existem grandes plataformas para venda de objetos usados. A principal delas é o Mercado Livre, que foi o pioneiro neste quesito e, ainda atualmente, é o portal com maior número de acessos. Com o tempo, contudo, mais sites foram se especializando neste tipo de venda, inclusive o de grandes varejistas nacionais, como o Magazine Luiza, hoje muito conhecido como Magalu, e as Lojas Americanas.
.

Renda extra
Renda extra: devemos procurar as melhores plataformas de venda para cada tipo de produto

.
Outro importante player neste segmento é a OLX, que só trabalha na venda direta entre pessoas, e o app Enjoei, bastante usado para artigos de moda, embora também receba outros tipos de produtos. Todos são considerados confiáveis, o que não significa que usuário não precise ter cuidado na hora de fazer negócios por eles.
.

Benefícios

Os maiores benefícios de vende os produtos que você não usa mais são claros: é possível obter renda extra vendendo objetos usados, ajudando nas contas de casa, e ao mesmo tempo arrumar espaço para comprar coisas novas.

As compras de depois, aliás, ficam até mais satisfatórias. Isso porque, ao comprar um produto novo, automaticamente descontamos o valor que recebeu no antigo e temos a sensação de ter pagado mais barato.
.

Renda extra
Renda extra: vendendo objetos usados, conseguimos organizar melhor nossas coisas

.
E é importante lembrar que sempre vai ter alguém disposto a comprar o que você tem para vender, basta que haja paciência até que o interessado certo chegue.

O ganho psicológico também é grande, uma vez que somos induzidos a desapegar de objetos velhos e que não possuem mais qualquer utilidade para nós. Pelo contrário, eles nos atrapalham deixando a casa muito mais bagunçada.
.

Como vender bem

Vender é quase uma arte. Para alguns povos, as relações comerciais são quase sagradas, sendo preciso que elas sejam honestas e proveitosas para os dois lados. Contudo, há algumas dicas que podemos levar em consideração na hora de vendermos nossos pertences.
.

Renda extra
Renda extra: para vender bem, temos que caprichar no anúncio e ir na plataforma certa

.
Descrição detalhada: apresentar todas os detalhes do produto, se tem avarias, defeitos, quanto tempo de uso e, uma questão importante, por que estamos nos desfazendo dele.

Boas fotos: as imagens precisam fazer uma boa propaganda do objeto. Existem diversos tutoriais na internet, principalmente no Youtube, sobre como tirar as melhores fotos de um produto usado para a venda. As imagens, ao mesmo tempo, precisam ser sinceras e apresentar as possíveis avarias.

Uma boa plataforma de venda: cada um dos sites mencionados anteriormente funciona melhor para determinados tipos de produto. Existem objetos, no entanto, que podem gerar mais interesse por meio das redes sociais, como Facebook e Instagram. Neste caso, a vantagem é ter acesso rápido ao perfil do comprador.
.

O que vender

Quase todo o objeto que ainda possa ser usado é passível de venda. Até mesmo alguns que não funcionam mais são procurados por colecionadores ou pessoas atrás de peças específicas.
.

Renda extra
Renda extra: qualquer coisa pode ser vendida e certamente haverá compradores

.
Há, porém, os produtos que são mais procurados e vendidos, como:

Roupas: em geral usadas e de alguma marca de destaque. Aqui também entram calçados e acessórios, como bolsas e bijuterias.

Eletrônicos: em sua maior parte celulares e carregadores.

Música: CDs, DVDs e discos de vinil são muito procurados mesmo na era do streaming e do MP3.

Literatura: livros de diferentes títulos e segmentos.

Móveis: todos os tipos de mobília e de peças de decoração.
.

Cuidado com os golpes

Quando anunciamos os nossos produtos em qualquer plataforma, não é raro que apareçam golpistas e aproveitadores para dar o bote. Eles se passam por outras pessoas, falsificam e-mails de compra, pedem para falar diretamente por mensagem.

Sempre que estiver na hora de vender algo, é importante redobrar a atenção e tomar algumas precauções, entre elas não fornecer o número de celular já no primeiro contato, procurar pelo perfil da pessoa em alguma rede social para ver se há um número razoável de informações verificáveis, ater-se à política de compra e venda da plataforma que muitas vezes já prevê certos tipos de fraude, entre outros cuidados.
.

Resumindo como ter renda extra vendendo objetos usados

Vender objetos usados é importante para conseguirmos um dinheiro a mais, organizarmos a casa e desapegarmos de coisas que não usamos mais. E, para conseguir isso, temos várias ferramentas.

Existem diversas plataformas para vendermos objetos usados, como OLX, Mercado Livre, Enjoei, Magalu e Americanas. Também é possível utilizar redes sociais, como Instagram e Facebook.
.

Renda extra
Renda extra: é preciso ter cuidado com golpes de falsos compradores

.
Para conseguir vender melhor e mais rápido, precisamos colocar em prática algumas técnicas, como descrição detalhada do produto e fotos boas.

A boa notícia é que quase todas as mercadorias podem estar à venda, principalmente roupas, eletrônicos, CDs, livros e móveis.

No entanto, é sempre bom nos precavermos contra as fraudes e respeitarmos as regras de uso de todas as plataformas.

Receba nossos conteúdos no seu e-mail. Fique por dentro das novidades da 1M2